Abuso Físico



– Violência física/ abuso físico - Ocorre quando uma pessoa, causa ou tenta causar dano não acidental, por meio do uso da força física ou de algum tipo de arma que pode provocar ou não lesões externas, internas ou ambas.


Segundo concepções mais recentes, o castigo repetido, não severo, também se considera violência física. Esta violência pode se manifestar de várias formas:



• Tapas

• Atirar objetos

• Ferimentos por cortes ou lesões

• Empurrões

• Socos

• Mordidas • Chutes

• Queimaduras

• Cortes

• Estrangulamento

• Sufocar

• Espancar

• Lesões por armas ou objetos

• Obrigar a tomar medicamentos desnecessários ou inadequados, álcool, drogas ou outras substâncias, inclusive alimentos.

• Tirar de casa à força

• Amarrar

• Arrastar

• Arrancar a roupa

• Abandonar em lugares desconhecidos

• Danos à integridade corporal decorrentes de negligência (omissão de cuidados e proteção contra agravos evitáveis como situações de perigo, doenças, gravidez, alimentação, higiene, entre outros).

Observe se no início do seu relacionamento a pessoa já apresenta um certo tom de abuso físico, como brincadeiras que machucam como beliscões, tapas, empurrões, prensar contra a parede e quando você diz que não gostou ou machucou a pessoa fala que foi brincadeira, que você é mole ou mimada.


Isso com o decorrer do relacionamento vai se fortalecendo e se tornando continuo, a pessoa usa isso para te mimar, te colocar medo, te paralisar diante da atitude que dói em seu físico.


Como sempre digo, é muito importante a gente aprender a ler os sinais sutis para que ele não evolua para o evidente, claro que a gente sabe que muitos homens têm mais força física que as mulheres, e as vezes tem a famosa mão pesada para brincar conosco, a questão não está na brincadeira e sim na sua intensidade e intenção.


Se a intenção disso for te machucar ele não vai parar vai só aumentar essa intensidade, se for algo de dosar essa brincadeira assim que sinalizado ele irá pedir desculpas e nunca mais irá fazer de novo, porque ele realmente gosta de você e não tem perfil abusivo.

Então mulherada, pense nisso: Eles deixam sinais e nós precisamos aprender a ler a trajetória do abuso.


Meu livro Parece amor, mas é abuso traz um guia de como ler e se defender de todos os abusos descritos na Lei Maria da Penha que são:


Abuso Psicológico, Moral, Patrimonial, Sexual e Físico se você quiser saber mais sobre esse tema me acompanhe nas redes sociais e adquira o livro.

ATENÇÃO – A violência doméstica distingue-se da violência intrafamiliar por incluir outros membros do grupo, sem função parental, que convivam no espaço doméstico. Incluem-se aí empregados(as), pessoas que convivem esporadicamente, agregados. Acontece dentro de casa ou unidade doméstica e geralmente é praticada por um membro da família que viva com a vítima. As agressões domésticas incluem: abuso físico, sexual e psicológico, a negligência e o abandono.


Adriana Caeiro

Escritora e Terapeuta

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo