ABUSO PSICOLÓGICO - do Sutil ao Evidente.


Hoje já conhecemos e falamos sobre os 5 tipos de abusos que a Lei Maria da Penha contempla em sua proteção e defesa, mas muitas de nós acreditamos que vivemos algum tipo de abuso desses quando a coisa já esta em um grau muito evidente e as vezes nem assim conseguimos ler essas atitudes como um abuso realmente.


No livro Parece Amor, mas é abuso eu percorro esses abusos evidenciando do inicio, meio e fim dessa caminhada de dor e sofrimento que esse tipo de relação nos traz.


Hoje vamos falar sobre sinais sutis até o evidente:


Você pode perceber logo no primeiro encontro os sinais que aquela pessoa é um possível problema na sua vida, é só aprender a ler esses sinais e se posicionar.


Negging = machismo disfarçado de elogio (Uma tática de sedução deixando bem claro “sou superior a você” ).


O cara elogia ofendendo? Desmerece o que você fala e o que você faz desde o primeiro encontro?


É os primeiros indícios de problemas, se você não der um basta nessa fase esta fadada a ir para as próximas fases do abuso, o aumento do volume que eu sempre digo.


Situações de negging são bem percebidas quando a pessoa faz críticas “leves” sobre seu cabelo, roupa, risada, profissão, classe social, jeito de andar, etc…


Exemplos:


Não gosto dessa roupa, mas sabe que até que ficou bom em você.

Sinto que você está se esforçando pra ficar bonita pra mim.

Você é bonita demais, mas está longe de ser a mulher mais bonita com quem já sai.

Você poderia ser modelo se fosse mais alta/mais magra/tivesse os cabelos mais tratados/a pele melhor.

Você fala bastante, onde é o botão de OFF? (como se estivesse brincando).

Em um restaurante te dar a dica de focar na salada pra não sair da dieta, te deixando em dúvida se esta te chamando de gorda ou que não gosta de gorda.

Você é delicada, mas suas mãos são um pouco brutas, que engraçado.


Aqui tudo é bem sutil e difícil de identificar se a pessoa tem um senso de humor acido, sem noção ou é um machista "embuste" mesmo, mas fique atenta!



Bropriating = A ideia é sua, mas ele se apropria.


Criado a partir da união de "bro", abreviatura da palavra em inglês "brother" e "appropriating".

O termo é usado para indicar a situação onde um homem se apropria da ideia de uma mulher, levando o crédito no lugar dela.


Bropriating é o silêncio após uma mulher propor algo (em uma reunião, por exemplo ou em alguma situação familiar, etc) e, pouco tempo depois, o mesmo ser proposto por um homem e, então, ser recebido como uma ótima ideia.


Mas o que você pode fazer para combater todos esses cenários? A resposta é se ímpor. Não deixe que ninguém te interrompa quando você estiver falando! Peça paciência com educação e termine a sua fala!



Manterrupting = Deixa eu falar por favor. Traduzindo: "homens que interrompem"


A palavra é uma junção de "man" (homem) e "interrupting" (interrupção).


Pois bem, "manterrupting" é o nome que se dá a essa falta de educação masculina.


Como se defender disso: "Gostaria de terminar meu raciocínio"; "Se me deixar terminar, irá entender"; ou, até mesmo, para aqueles que querem ganhar no grito: "Com licença, eu ainda não terminei"


Na relação amorosa além de te interromper, a última palavra sempre é dele, no caso do abuso você se rende e ainda pede desculpas por ter essa opinião.


Se você não percebeu ou tolerou as atitudes acima, esteja prepara para vivenciar a fase 2 “ as evidentes” aquela que você não tem dúvida que está sendo desmerecida e desrespeitada.



Sinais evidentes:


Gaslighting = Manipulação - Acontece quando numa conversa o homem leva a mulher a achar que enlouqueceu ou que ela está enganada sobre algum assunto. Sendo que a mulher está certa!

Esse cenário é criado pelo homem para fazer a mulher duvidar do seu raciocínio, suas memórias, percepção e até mesmo sanidade.


Algumas frases e situações comuns:


  • Você está exagerando”.

  • Inventa situações que te deixa em dúvida se era real ou não.

  • “pare de surtar”.

  • “não aceita nem uma brincadeira?”.

  • “você não sabe o que fala” .

  • - Como você exagera né !?.

  • é motivo pra tanto.

  • - Cuidado! Você está saindo do controle.

  • - Você só pode estar Louca

  • Nada disso aconteceu.

  • Você esta sempre errada e nunca entende nada.

  • Você é burra, incapaz ou louca.

  • Ele controla suas roupas, amigos, dinheiro, horários…

  • Você faz muitas coisas com medo de contrariar / brigar como sexo, não sair, não pedir nada, não estudar, mudar de emprego, etc..)

  • Aponta suas falhas e erros constantemente, inclusive em público.

  • Você que me tira do sério, você me provoca pra gente brigar.

  • Reage mal às suas conquistas e coisas boas da sua vida

  • Grita com você, mesmo fora de discussões te deixando em alerta e tensa.

  • Tem ciúmes excessivo, diz que ninguém vai te amar e aceitar mais que ele.

  • Sempre depois de explosões/brigas apresenta um arrependimento profundo, diz que vai mudar e nunca mais repetir essa cena.

Aqui você já esta se achando A louca e ele continua o abuso com essas ações : Te humilha, isola, insulta, ameaça, coage etc…

Você nesta fase mais chora do que sorri.


Se você se reconhece em algumas situações dessa você já esta na fase evidente da relação abusiva com controle psicológico e se não tomar uma atitude irá caminhar para os outros tipos de abuso como moral, patrimonial, sexual e físico.


Espero ter contribuído para você identificar os sinais, me acompanhe nas redes sociais e saiba mais sobre os abusos e como ter uma vida livre, feliz e em paz.



Adriana Caeiro

Terapeuta e Escritora


Instagram @adrianacaeiro.oficial

Link do livro www.adrianacaeiro.com.br



53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo