top of page

Eu quase nunca peço ajuda.


Eu quase nunca peço ajuda, mas deveria!


Fomos ensinadas a dar conta de nós e dos outros, somos chamadas de guerreiras quando estamos a beira de um colapso de exaustão para que nunca chegue a desistência, somos ensinadas que sozinhas estamos seguras e que não precisamos de ninguém.


Sim, somos nós responsáveis pela nossa jornada, mas até Jesus Cristo teve ajuda para carregar sua cruz, porque nós mulheres temos que seguir provando que somos fortes sozinhas e que não precisamos de ajuda?


Precisamos sim, necessitamos de um respiro, de uma abraço, de um olhar, de um ouvido conectados a nós, a nossa dor, e isso não nos faz menos fortes, menos capaz, menos guerreira da nossa própria história, ao contrário pedir ajuda é uma potência da vulnerabilidade que quando saímos acolhidas desse momento estamos mais potentes, renovadas, com novas estratégias e escolhas.


Eu já fui essa mulher, confesso que ainda tem muito dela por aqui, mas hoje já consigo pedir ajuda em muitos momentos e não me sentir culpada ou inadequada.


Aprenda a pedir ajuda as pessoas que vão lhe acolher sem te julgar, que estão na mesma intenção que a sua e sinta toda essa potência aflorar.


Sim, podemos voltar para casa com o coração quentinho prontas para o próximo dia porque conseguimos pedir ajuda, conseguimos um instante de acolhimento em nossa alma

Sempre que sentir necessário procure ajuda para voltar para sua casa interior, você irá se sentir mais forte do que antes, acredite!


Eu peço ajuda, e peço que você comece a pedir também!


Adriana Caeiro Terapeuta de Relacionamento e Escritora

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page