Mulher pode ser Abusiva?


A mulher também pode ser abusiva, falamos muito da parte abusiva dos homens, mas pasmem as mulheres também podem se relacionar com abuso.


Normalmente, os homens são fisicamente mais fortes do que as mulheres, mas isso não faz com que seja mais fácil escapar da violência ou do abuso por parte da mulher, pois elas utilizam de outras formas para abusar.

Veja como é o comportamento da mulher abusiva:


Ela pode bater, chutar, morder, perfurar, cuspir, jogar coisas ou destruir seus pertences.

Para compensar qualquer diferença de força, ela pode atacá-lo enquanto você está dormindo ou, de outra forma, pegá-lo de surpresa.


Ela também pode usar uma arma, ou faca, ou golpeá-lo com um objeto, abusar ou ameaçar seus filhos, ou prejudicar seus animais de estimação. É claro que o abuso doméstico não se limita à violência.


Ela também pode:

Aborrecê-lo verbalmente, diminuir ou humilhar você na frente de amigos, colegas ou familiares, ou nas redes sociais;


Ser possessiva, ter muito ciúmes ou te caçar constantemente com acusações de infidelidade;

Esconder as chaves do seu carro, remédios ou tentar controlar onde você vai e com quem você fala;


Controlar como você gasta dinheiro ou abalar as contas que vocês dividem;


Fazer alegações falsas sobre você para seus amigos, chefes ou até para a polícia, ou encontrar outras maneiras de manipulá-lo e isolá-lo;


Ameaça deixar você e impedir que você veja seus filhos se você denunciar o abuso e até mesmo dizer que irá se matar de você a deixa-la.

Quando os papéis são invertidos, e o homem é vítima do abuso, as pessoas ficam ainda mais confusas e sem saber como ajuda-lo.


Sair desse relacionamento realmente não é fácil.

Mulheres abusivas são muito inseguras, elas não confiam em si mesmas o suficiente, se acham horríveis e demostram isso no comportamento destrutivo, controlador e abusador com ela e para quem está a sua volta.


Ficar longe de pessoas assim é um ato de Coragem e principalmente de amor próprio.

Você pode até tentar ajudar e creditar que ela possa realmente melhorar como sempre diz ao início de cada reconciliação. Mas a mudança só vai acontecer quando sua agressora assumir que é uma abusadora e ai que está a dificuldade deste processo.


Então, não se culpe e não se ache um perdedor ou menos homem.

Você que talvez ainda não tenha tomado a decisão de romper por estar em estado de negação acredite, prolongar esse relacionamento só te trará mais abuso e um sofrimento profundo.


Para você que conseguiu rompe a culpa não é sua, você tentou e viu que não havia outra saída a não ser finalizar com essa história.

Adriana Caeiro

Terapeuta Integrativa

Coach Relacionamento e Sexualidade.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo